Lula faz criticas ao preço da carne bovina

O ex-presidente Lula reclamou neste domingo (8.dez.2019) do preço da carne no país. “Não é possível que o Brasil seja o país com o maior rebanho de gado do mundo e o povo pobre não pode comprar carne. No meu tempo de governo o povo tinha orgulho de poder comprar picanha pro churrasco e hoje não consegue comprar meio quilo de carne moída”, falou.

Desde janeiro de 2019, a carne bovina teve 1 aumento de preço de 5% a 26%, dependendo do corte, impulsionado pelo aumento das exportações do produto para a China –que cresceram 54,5% de 2018 a 2019.

A peste suína africana levou à perda de 40% do rebanho de suínos do país asiático. Com isso, os chineses estão comprando mais carne bovina de muitos países, incluindo o Brasil. Estimativa da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) divulgada na semana passada mostra que o preço deve continuar alto em 2020.

“Não desanimem nunca! Em vez de ficar em casa se escondendo, lamentando, se escondendo, temos que ir para a rua e dizer: o Brasil é nosso! Não é do presidente da República, não é de general, não é de economista. O Brasil é do povo brasileiro! Não temos o direito de consumir aquilo que produzimos. Não adianta a Bolsa estar alta se o povo não tem dinheiro. Não adianta o PIB crescer se não tem distribuição de dinheiro. Não adianta a gente falar em economia se a gente não fala em desenvolvimento, geração de emprego e distribuição de renda, em salários e benefícios para o povo”, disse Lula.

09/12/2019